Exposição ao sol: 4 dicas para aproveitar o verão sem problemas

exposição ao sol

Exposição ao sol: 4 dicas para aproveitar o verão sem problemas

1024 682 Costão do Santinho

A chegada da estação mais quente do ano traz a motivação necessária para realizar muitos programas de lazer. Com os termômetros marcando altas temperaturas, a vontade de frequentar ambientes abertos e de usar roupas mais curtas só aumenta. Mas é preciso ter cuidado com possíveis danos causados pela exposição ao sol.

No verão, o contato com os temidos raios UVA e UVB se torna mais frequente, o que pode levar a uma maior incidência de problemas de saúde. Por conta disso, é crucial pensar em formas de se proteger antes mesmo de montar o seu roteiro de viagem.

Os cuidados são necessários em qualquer lugar, seja na praia, seja no campo. Prossiga com a leitura para entender a importância das práticas preventivas e as melhores formas de aplicá-las!

Os riscos da exposição solar excessiva

A maioria das regiões do Brasil desfrutam de sol abundante ao longo do ano. Apesar de a exposição excessiva ser prejudicial em qualquer época, é no verão que os alertas sobre os danos se tornam evidentes. Afinal, é durante a estação mais quente que a terra está mais exposta ao sol devido ao ângulo de inclinação do astro, fazendo com que o sol projete-se mais acima e os rais incidam de forma mais direta na terra. Com isso, os índices UV aumentam.

Nesse período, também, o tempo de permanência sob o sol tende a ser maior — muitas vezes, envolve dias inteiros! O resultado aparece na forma de simples indisposição ou de problemas mais graves, com sinais que incluem sensação de ardência, vermelhidão e descamação da pele.

Os maiores responsáveis pela ocorrência de desconforto após um dia ensolarado são os raios UVA e UVB, pois são nocivos à saúde. Quando mantém contato prolongado com o corpo humano, a radiação ultravioleta pode levar a problemas com os seguintes sintomas:

  • queimaduras corporais: formação de bolhas, dores e coceira na região atingida;
  • insolação: aumento da temperatura corporal, tontura, náusea, dor de cabeça;
  • envelhecimento precoce: aparecimento de manchas e ressecamento da pele;
  • desidratação: boca seca, sonolência, prisão de ventre, fraqueza, sede excessiva;
  • câncer, alergias e outras doenças de pele.

Você não quer enfrentar uma enfermidade ou ver alguém da sua família correndo esse risco, certo? A saída, portanto, é preparar as malas com os instrumentos, produtos e acessórios adequados para aproveitar o verão ao máximo.

Os principais cuidados com a exposição ao sol

Todo momento de diversão ou relaxamento fica melhor quando estamos livres de preocupações. Assim, ao viajar para destinos que envolvem lazer ao ar livre — especialmente praias, cachoeiras e trilhas —, procure sempre seguir as boas práticas de proteção contra o sol.

Limitar a exposição aos horários que têm raios mais fracos é uma boa opção. Esses períodos compreendem o início da manhã (até 10h) e o fim da tarde (após 16h). Assim, você pode aproveitar o meio do dia para fazer outros programas em locais fechados, a fim de otimizar o tempo durante o passeio.

Confira outros cuidados relevantes para evitar danos à saúde e viver boas experiências em qualquer lugar.

1. Saber quando aplicar o filtro solar

O protetor solar é um ótimo aliado na prevenção dos danos causados pela radiação ultravioleta. Porém, muitas pessoas usam o produto apenas no momento de colocar o pé na areia ou de entrar na piscina. Para que realmente faça efeito, ele deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição ao sol.

Além disso, é fundamental passar o filtro em todas as partes do corpo. Quem viaja com crianças deve ter cuidado redobrado e se certificar de que os pequenos receberam uma camada generosa nas áreas mais expostas (rosto, braços e região do colo).

Para quem pretende usar o produto e entrar na água, é importante fazer a reaplicação a cada 3 horas. Além disso, se o objetivo for usar um repelente de insetos, o ideal é fazê-lo após 15 minutos da aplicação do filtro solar (ideal que tenha FPS (Fator de Proteção Solar) igual a 30 ou maior).

2. Utilizar vestimentas adequadas ao clima

Com exceção dos trajes de banho, é importante separar roupas feitas com tecidos leves. Regatas, bermudas e camisetas de algodão são ótimas opções para deixar a pele respirar. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de mangas compridas e calças para potencializar a proteção.

Já existem, inclusive, vestimentas apropriadas para atividades que envolvam exposição ao sol. Muitas empregam tecidos tecnológicos que criam uma barreira contra a radiação. Vale lembrar que superfícies brancas, como dunas, refletem os raios solares com mais intensidade. Logo, é importante redobrar os cuidados em regiões que tenham claridade excessiva.

3. Investir em acessórios e equipamentos

Os complementos da vestimenta são cruciais para reforçar a proteção contra o sol. Estamos falando dos tradicionais acessórios do verão, como óculos escuros, chapéu de abas largas, bonés e viseiras. Esses pertences devem ser de marca reconhecida e ter boa procedência para que cumpram suas funções.

Alguns equipamentos também podem ser úteis no momento de manter o corpo longe da radiação. Ao viajar para uma cidade com praia, por exemplo, não hesite em providenciar o bom e velho guarda-sol. Em acampamentos, as famosas tendas cumprem bem o papel de proteger, já que fornecem sombra e, dependendo da situação, bloqueiam ventos fortes.

4. Manter o corpo nutrido e hidratado

O calor excessivo promove a transpiração em várias partes do corpo. Como resultado, perdemos líquidos e nutrientes importantes para o bom funcionamento dos órgãos. A sudorese pode ser intensificada se o passeio envolver brincadeiras e esportes que demandam muitos movimentos.

Nesses casos, para evitar a perda de sais mineiras e prevenir a temida desidratação, é importante que você garanta muita água e lanches saudáveis durante a sua viagem em família. Frutas, sanduíches naturais e castanhas são excelentes opções para beliscar ao longo do dia.

Além de água mineral, você pode levar chá gelado, sucos e bebidas isotônicas. Dessa forma, todos estarão com o corpo e a mente sadios para aproveitar o tempo ensolarado da melhor maneira.

Agora, guarde essas dicas e repasse para todas as pessoas que quiserem acompanhá-lo em seus programas de verão. Pode ter certeza de que a exposição ao sol não será problema para curtir a temporada com muita energia e disposição.

Ainda está planejando a agenda para enfrentar a estação mais quente do ano? Confira as nossas sugestões de 6 destinos pouco óbvios para aproveitar o período ao máximo!

Leave a Reply